Vendas do varejo físico nacional alcançam o maior patamar de crescimento desde 2010

Setor de alimentos, bebidas, super e hipermercados colaborou para a alta no semestre, com aumento de 10,7% 

As vendas do varejo físico brasileiro cresceram 10,1% no primeiro semestre de 2021, alcançando uma marca histórica – o maior crescimento em um período de seis meses, desde 2010, segundo o Índice de Atividade do Comércio (IAC) do Serasa Experian.  

O setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas colaborou com um crescimento de 10,7% nesse período, frente à queda de 9,2% registrada em 2020. 

Os setores de móveis, eletrodomésticos e informática também merecem destaque com a expansão de 13,6% entre janeiro e junho de 2021. Elas foram algumas das categorias mais impactadas no primeiro semestre de 2020, registrando uma baixa de 18,5%. 

No entanto, o bom resultado da primeira metade de 2021 é reflexo do baixo desempenho do mesmo período de 2020, quando a pandemia levou vários negócios a fecharem suas portas (momentaneamente ou não) e migrarem para operações no digital, com exceção dos serviços essenciais como supermercados os e farmácias.

Ao final do semestre, em junho, outra categoria que teve um desempenho abaixo do esperado – tecidos, vestuário, calçados e acessórios – voltou a crescer, por conta do inverno mais rigoroso em 2021, que levou os brasileiros a investirem na compra desses produtos, registrando uma alta de 30,9%.

A economia está retomando e você precisa dos melhores parceiros para crescer  ainda neste ano. 

Participe da APAS Show 2021! Nosso encontro está marcado para os dias 27, 28, 29 e 30 de outubro, em São Paulo, no Expo Center Norte. Veja as marcas que farão parte da 36ª edição do maior evento de alimentos, bebidas (e muito mais!) na América Latina: