App conecta pontos de venda com repositores de mercadoria

Plataforma funciona de maneira semelhante ao Uber e afins, e não gera vínculo empregatício

A pandemia acelerou o desenvolvimento de soluções que necessitam de conexões digitais e que se conectam também com o mundo offline. Prova disso são as diversas startups que despontaram neste período ou acabaram caindo no gosto do público pelo tipo de problema que solucionaram. Entre as demandas que passaram a poder ser atendidas de maneira digital está a reposição de mercadorias, que se tornou atividade do “pool de soluções” da startup Anthor, que oferece “reposição sob demanda”.

A plataforma da Anthor conecta os trabalhadores autônomos com as lojas, supermercados e outros estabelecimentos comerciais que necessitem de reposição de mercadorias. O interessado se cadastra na plataforma e pode encontrar pontos de vendas que necessitam das atividades do repositor, com todo o pagamento acontecendo pela plataforma. Não há vínculo empregatício.

O profissional também precisa comprar a camiseta da startup para identificação e realizar um curso online para ser aprovado. Dos profissionais é cobrado R$ 2 por mês de manutenção da conta ativa e 30% do valor gerado pelas atividades,  durante o uso do app, que fica restrito para a manutenção da plataforma.

O app foi criado e colocado no mercado em 2019 e durante a pandemia já ultrapassou R$ 2 milhões em pagamentos para cerca de 20 mil profissionais autônomos cadastrados na plataforma nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná.