Startup oferece serviço de suporte a compras para pessoas com deficiência

Agendamento pode ser realizado por aplicativo e o consumidor participa ativamente do processo de compra

Facilitar a jornada de compra do cliente passa também por entender as limitações de Pessoas com Deficiências (PcDs). E foi a partir deste cenário que surgiu em 2019 a startup Inclue, que tem como propósito tornar as experiências de consumo mais inclusivas. Agora, a empresa está em um projeto piloto junto ao GPA para as vendas assistidas em lojas da rede Pão de Açúcar.

Fundada por Rodrigo Piris e seu sócio Sonny Polito, a startup oferece um serviço de agendamento para o auxílio de compras em supermercados, já disponível em uma unidade da rede Prezunic no Rio de Janeiro, e outras duas lojas no estado de São Paulo: uma na capital e outra no município de São Caetano. Ambos os fundadores da empresa entendem sobre as dificuldades das PcDs – Rodrigo está no espectro autista enquanto Sonny tem deficiência visual.

Como funciona o serviço?

O serviço funciona da seguinte maneira: o cliente agenda um horário no aplicativo ou plataforma da empresa para realizar as suas compras. É recebido no estabelecimento por um funcionário que recebeu treinamento adequado para auxiliar o profissional durante toda a jornada de compras – da recepção à despedida com as compras, passando pela escolha dos produtos, pagamento e arrumação das compras nas sacolas e caixas.

A ideia da Inclue, além de facilitar as compras, é mostrar para as empresas que as pessoas com deficiência também são consumidores, com poder aquisitivo e não um desafio que precisa ser vencido a cada visita às lojas. Além das PcDs, a startup também oferece este tipo de solução para idosos

De acordo com um estudo The Accessbility Advantage, produzido pela consultoria Accenture, as pessoas com deficiência pelo mundo detêm uma renda em torno de US$ 8 trilhões, o que representa um potencial significativo de compras.