Cesta básica com itens de marca própria pode ser até 25% mais barato

Previsão da ABMAPRO é de que o faturamento do setor aumente 12,5% em 2020, para reduzir ainda mais o custo desses produtos

Comprar uma cesta básica no supermercado composta somente por produtos de marca própria pode custar entre 15% e 25% mais barato para o consumidor brasileiro. Esse é um dado da Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (ABMAPRO) comparado com os mesmo itens de marcas da indústria tradicional.

Segundo a presidente da ABMAPRO, Neide Montesano, a partir desta economia o consumidor pode comprar produtos que não faziam parte das compras do dia a dia. “Nas lojas GPA, Extra e Pão de Açúcar, os produtos da marca própria são posicionados, em média, 30% mais baratos que as marcas líderes de cada categoria”, disse.

Já no Carrefour, a participação de vendas de itens próprios chega a 44%, crescendo 30% no terceiro trimestre em relação a 2018. A previsão da ABMAPRO é de que o faturamento do setor deve crescer 10,5% em 2019 e 12,5% em 2020, o que pode reduzir ainda mais o custo desses produtos. Por outro lado, uma pesquisa da Nielsen divulgada em outubro mostra que apenas 5% dos brasileiros são realmente leais a produtos, marcas e bandeiras varejistas.