Brasileiros fazem mais compras online e querem produtos saudáveis, aponta pesquisa da APAS

Estudo “Tendências do Consumidor em Supermercados 2018/2019”, mostra também a importância do modelo de proximidade

O consumidor brasileiro quer ter experiências diferentes nos supermercados. Este é o resultado da pesquisa “Tendências do Consumidor em Supermercados 2018/2019” feita pela Associação Paulista de Supermercado (APAS) em parceria com o Ibope Inteligência. De acordo com o estudo, a comodidade e a conveniência fazem das lojas de bairro a primeira opção para 22% dos consumidores em compras do dia a dia e 87% deles escolhem por causa da localização.

As lojas de vizinhança também são a melhor solução para 50% dos consumidores em caso de compras de emergência, com supermercados e hipermercados como segunda opção para 36% dos entrevistados. Por outro lado, os supermercados são escolhidos por 69% dos participantes devido ao preço, qualidade e sortimento de produtos.

Além disso, 58% dos consumidores brasileiros fazem compras de mês nestas lojas e 56% dos visitantes consultam e pesquisam preços pelo método mais clássico (encartes) contra 32% que preferem os meios digitais. Aliás, a pesquisa aponta que 15% dos brasileiros adquirem itens de supermercados pela internet, tanto homens quanto mulheres, 15% e 14% para cada gênero, respectivamente.

Compras online em supermercados brasileiros

Produtos de higiene pessoal e beleza são os mais comprados pela internet nos supermercados, chegando a 57% das vendas em média, principalmente entre os consumidores da classe B1 (69%). Vale salientar que esses produtos estão entre os preferidos por pessoas com 55 anos ou mais, já que 70% delas compram pelo canal digital.

Entre os motivos que levam o consumidor a optar pelo e-commerce, a maior variedade de produtos aparece em primeiro com 68%, seguido por preços mais em conta (67%) e falta de tempo para ir até as lojas com 23%.

Em contrapartida, 57% dos participantes preferem fazer compras da maneira mais tradicional, ou seja, ver e escolher os produtos pessoalmente. Outra questão que impede alguns consumidores de comprar pela internet é o frete, citado por 51%, e a desconfiança sobre a promessa de entrega de produtos frescos (45%).

Consumo no Brasil

Por região, os itens mais vendidos pela internet no Sul são os de higiene pessoal e beleza, com 64%; no Sudeste as bebidas aparecem com 45% das vendas online em supermercados. Já a região Norte e Nordeste do Brasil, as carnes são os itens mais vendidos pela internet, com 24%. No Centro-Oeste, os produtos de alimentos básicos são os mais adquirido via e-commerce com 50% de participação.

O comportamento de compra também está mudando junto com o mercado e, segundo a pesquisa da APAS, 46% dos consumidores consideram muito importante a oferta de produtos orgânicos e naturais nos supermercados, assim como lojas especializadas em alimentos mais saudáveis.

Em seguida, aparece o autoatendimento, ou self-checkout, com 39% de pessoas que consideram o item importante para a experiência nas lojas físicas. Outro serviço avaliado como muito importante para 18% dos consumidores é a opção de retirar compras online na loja física.

A visão do setor

O estudo da APAS também apresenta o outro lado da moeda, ou seja, a visão dos supermercadistas sobre o que consideram importante para o setor. Para 62% a melhoria da operação das lojas e da experiência de compra do consumidor (58%) são os principais pontos. Em seguida, aparece análise das informações de clientes (52%), programas de fidelidade (40%) e aumento do sortimento de produtos (36%).

Segundo a pesquisa, das empresas que implantaram novas tecnologias recentemente, 35% delas estão relacionadas a novos sistemas de caixas e estoques. Outras 25%, apostaram nas redes sociais, 9% em sistema de CRM, 8% implementaram o sistema de vendas online e self-checkout. O estudo contou com a participação de mais de dois mil brasileiros acima de 16 anos, de diferentes classes sociais, em todo o país.

A pesquisa na íntegra está disponível neste link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.