Mulheres: estudo apresenta novidades sobre o perfil da consumidora moderna

Seu supermercado está pronto para atender essa nova consumidora empoderada? 

Elas querem igualdade, autonomia e são fortes influenciadoras das compras domésticas. Agora estão ainda mais informadas e desejam serem ouvidas. Trabalham mais, estudam mais e querem praticidade e dinamismo no supermercado. A seguir, saiba mais sobre esse perfil consumidor cada vez mais empoderado e exigente.

Se há 50 anos, a maioria das mulheres voltava à atenção quase que exclusivamente para as necessidades do lar e a maternidade, hoje, elas se casam mais tarde, participam de forma ativa nas finanças da casa, possuem maior liberdade e trabalham fora. Aspiram carreiras sólidas, buscam conhecimento, um círculo maior de amizade e tentam equilibrar o tempo com lazer, vida doméstica e trabalho.

Segundo estudo global sobre a Confiança do Consumidor, realizado pela Nielsen e divulgado em 2016, as mulheres quando saem às compras de produtos como cremes para a pele, maquiagem, perfumes, whisky, vodka, vinho, tequila, rum, refrigerante alcoólico, cervejas, salgadinho e refrigerante em lata (12 categorias estudadas pela empresa), são mais fiéis às marcas líderes do que os homens (19,3% vs. 16,3%).

Entretanto, quanto maior for a maturidade, mais propensas para abandonar as principais marcas e preferirem experimentar outras opções. A pesquisa ainda realizou um estudo especial analisando três pequenos grupos de produtos em destaque: Bebidas Alcoólicas, Mercearia (de consumo imediato) e Itens de Beleza.

  • Bebidas Alcoólicas: a penetração no mercado entre mulheres e homens é quase a mesma. O que difere é o gasto e a frequência de compra, que são mais baixos entre elas.
  • Em Mercearia (de consumo imediato) e Itens de Beleza, a mulher tem maior gasto e frequência de compra do que o sexo oposto.

Como se comunicar com elas

Segundo artigo de Juliana Brêtas, Fundadora & CEO do Superela, a comunicação com esse perfil precisa ser levada a sério, pois é um momento de muita exigência, ao qual ruídos podem ocasionar repercussões negativas na web e fora dela.

Brêtas identifica questões que podem ajudar na comunicação com as mulheres: quebrar os paradigmas e entender que existem diversos tipos de mulheres e uma só solução não abrangerá todos os tipos; com o fim do padrão “Barbie”, a representatividade deve ser essencial em campanhas e estratégias; falar com propriedade, tentando se comunicar por meio de situações reais e oferecer soluções concretas; e, por último, ser genuíno em sua estratégia, afinal, nos dias atuais, é possível perceber quando marcas e empresas usam artifícios visando apenas o lucro de perfis, por meio de uma falsa “preocupação”.

Saiba mais sobre como algumas marcas trabalham diretamente na comunicação com o perfil feminino mais empoderado.

Congresso APAS Show 2017 – Todos Podem

Reconhecida mundialmente como a maior feira supermercadista da atualidade, a APAS Show reúne toda a cadeia supermercadista do Brasil e do exterior, em um evento totalmente segmentado, com expositores de diversos países. Em 2017, o tema da APAS Show será Empoderamento.

Durante a Feira, ocorre também o Congresso de Gestão. Um dos painéis terá como tema “Empoderamento da Diversidade: Como trabalhar as gerações e gêneros” e vai contar com a participação de Carolina Monforte Mazziero, Diretora da Unilever, Laura Pires, Diretora do GPA, Cleide Oliveira, Diretora de eCommercer do Walmart, e outros.

Saiba mais e garanta a sua vaga aqui!

Com informações: Meio e Mensagem, Nielsen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.