Fornecedores internacionais trazem novidades para diferenciar sortimento da loja

Chile, Argentina, Equador, Peru, Coréia, Tunísia, entre vários outros. A APAS 2016 tem se mostrado um verdadeiro ponto de encontro para negócios além das fronteiras do Brasil. São diversos países, cujos produtos podem se tornar diferenciais no sortimento dos supermercados, oferecendo uma maior variedade, qualidade e novidades gourmet para os consumidores.

Confira algumas regiões internacionais que estão cooperando com o sucesso da APAS e vão ampliar o networking no Brasil:

Equador

equador
Alexis Villamar, diretor do escritório comercial do Equador no Brasil.

Marcando a 5ª participação do País na APAS 2016, o estande do Equador está pronto para oferecer variedade de sortimento em produtos, como atum e pescado. Para o Alexis Villamar, diretor do escritório comercial do Equador no Brasil, o momento de instabilidade no país não vai atrapalhar os negócios. “Estamos otimistas, os varejistas devem continuar fazendo projetos como a APAS”, afirma e continua: “aqui encontramos empresas com certificado internacional e que estão prontas para fechar negócios”. E para o ano de 2016, ele espera estabilidade. “Trazemos empresas para fechar negócios e devemos manter o mesmo volume de negócios de 2015”, salienta.

 

 

Peru

peru
Claudio Macedo(Segundo da esquerda para direita), diretor de promoção de exportações.

Representando 10 empresas, relacionadas à pesca, grãos, azeitona e área têxtil, o Peru tem a intenção de promover aos supermercadistas os produtos com diferencial no sabor e na variedade. “A APAS 2016 é uma grande vitrine que possibilita interagir com o executivo do supermercado. Trata-se da mais importante oportunidade para fechar negócios”, indaga Claudio Macedo, diretor de promoção de exportações. “Ano passado, foram 57 milhões de dólares de exportação, sendo 29 milhões de dólares originados aqui na Feira. Nossa meta é alcançar ou até superar os negócios”, ressalta.

 

 

Chile

chile
Oscar Páez Gamboa, diretor comercial do Chile no Brasil

Marcando presença pela quarta vez na Feira APAS, o Chile está com uma estrutura ainda maior em relação aos anos anteriores. Oscar Páez Gamboa, diretor comercial do Chile no Brasil, destaca que “a Feira tem um efeito multiplicador. Este ano estamos trabalhando muito”. Convidados de honra em 2015, Oscar acrescenta que o Chile é um parceiro confiável e que para a Feira ele possui uma estratégia de negócios. “Primeiro procuramos contato, depois ‘namoramos’ potenciais parceiros e, por fim, fechamos o negócio na APAS”, revela.

 

  Alasca

alascar
Carolina Nascimento, trade e gerente de marketing agência governamental Alaska Seafood.

Essa é a quinta participação do estado norte-americano na Feira APAS. Fruto de uma parceria público-privada, a agência governamental Alaska Seafood tem como foco apresentar 15 empresas do Alasca para os varejistas do Brasil, sempre focando no marketing selvagem e natural proveniente do tratamento de peixes e mariscos oriundos da região. “O peixe do Alasca é selvagem e natural, não tem intervenção humana. Também é fruto de uma organização sustentável, com equipes de cientistas e biólogos que determinam como é a pesca, a época de pesca. Esse é o diferencial”, destaca Carolina Nascimento, trade e gerente de marketing da agência. Sucesso na Feira, Carolina deixa uma mensagem para o varejista que busca oportunidades para o negócio: “ele (o varejista) precisa agregar valor ao portfólio. Oferecer para o consumidor produtos diferentes, de qualidade. O diferencial do varejista é apresentar um produto que possa instigar o consumidor”.

A Feira APAS segue a todo o vapor! Fique ligado aqui na cobertura do nosso blog e em nossas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.