Supermercados começam a planejar estratégias de olho nas vendas da Páscoa

Análise feita à pedido da SuperVarejo mostra retração de 10% nas vendas de ovos de chocolate entre 2020 e 2019

Mesmo diante de um cenário de incertezas, os supermercados precisam traçar metas e planejamentos para a segunda melhor data de vendas para os supermercadistas no ano: a Páscoa. Apesar do isolamento social e medidas de prevenção que ainda precisam ser tomadas por causa da Covid-19, o portal da SuperVarejo pediu à Horus Inteligência de Mercado uma análise comparativa entre as vendas ocorridas na semana de Páscoa de 2020 e no ano anterior. 

Com foco nos canais de autosserviço e atacarejo de São Paulo e Rio de Janeiro, a venda de ovos de chocolate diminuiu, em média, 10%. Entretanto, a presença de bombons e barras de chocolate aumentou três pontos percentuais. Apesar do aumento no volume de vendas, o ticket médio das lojas baixou.

Em 2020, segundo o diretor comercial da rede Barbosa Supermercados, José Agnaldo, as vendas de ovos foram maiores no canal digital da companhia do que nas lojas físicas. Agnaldo disse à SuperVarejo que o ticket médio em 2019 superou o de 2020. 

De acordo com o diretor da rede supermercadista, o objetivo da empresa é fazer ações diferentes este ano, a partir de parcerias com fornecedores. Com ações tanto no e-commerce quanto nas lojas, o diretor afirmou que o foco será nos ovos de Páscoa e também nos itens tradicionais da Semana Santa.