Conheça os principais desafios para as empresas de abastecimento a partir da pandemia

CEO da Vércer, empresa de tecnologia voltada para a cadeia de abastecimento, aponta principais mudanças para as empresas do setor com cenário atual

O futuro do varejo será moldado por desafios para as empresas que atuam neste setor, principalmente a partir do cenário de pandemia causado pelo Coronavírus. Esta é a previsão de Farias Souza, CEO da Vércer, empresa de tecnologia voltada para a cadeia de abastecimento, que nasceu a partir de uma joint-venture entre a Associação Paulista de Supermercados (APAS) e a GS1 Brasil. 

O executivo, com mais de 20 anos de experiência profissional no setor varejista, destaca que o primeiro desafio das empresas será levar a experiência da loja para o ambiente digital. “A padaria mais próxima da minha casa já tem e-commerce, vende pelo WhatsApp e tem até serviço de  assinatura de pão. Ou seja, todos têm condição e acesso a estas ferramentas para atingir o consumidor. É levar ao cliente não só o produto, como também a experiência”, disse Farias.

Por outro lado, o CEO da Vércer destaca que o desafio seguinte é saber como se diferenciar em meio a tantas empresas oferecendo oportunidades de compra por sites, redes sociais entre outras ferramentas. “Não se trata mais de preço, mas sim de valor. O cliente quer saber o que ele ganha comprando da sua loja”, explicou. 

Segundo Farias, assim como a tecnologia tem como objetivo levar mais produtividade para as empresas do varejo para atender melhor o consumidor, é preciso ter um time capacitado e de alta performance para conduzir o processo. Inclusive, este é outro desafio das companhias varejistas no futuro: saber usar as informações do passado para planejar a tomada de decisão. “A APAS enviou um grupo para a China e descobriu que as lojas são abastecidas a partir de dados sobre cada região. Ou seja, elas não precisam ter grandes centros de distribuição, o que torna mais produtivo o processo de entrega”, aponta Souza.