Planograma: passo a passo para a assertividade nas gôndolas

Empresas que adotam a ferramenta em sua operação conseguem ter maior controle sobre como expor produtos nas prateleiras

A tecnologia disponível para os supermercados já permite aos gestores dos pontos de venda criar um desenho gráfico de orientação para o melhor posicionamento dos produtos nas gôndolas. O planograma é uma ferramenta que funciona de acordo com o sortimento de cada supermercado e com o perfil dos consumidores daquela loja. Em outras palavras, pode ser denominado como uma forma de comunicar a distribuição do sortimento aos repositores da loja.

A principal função desta ferramenta é evitar estoque de produtos em condições inadequadas, evitando que as embalagens fiquem expostas e organizadas de forma irresponsável. Assim, o supermercadista consegue atingir maior assertividade em toda a organização do ponto de venda, seguindo padrões que orientam o consumidor. As principais funções do planograma no supermercado são:

  • Comodidade e agilidade para o consumidor;
  • ​Visibilidade;
  • Estímulo para a compra;
  • Imagem positiva da marca.

Contudo, é preciso entender que toda a equipe necessita estar treinada para entender o papel do planograma. Um dos profissionais mais impactados pela ferramenta é aquele que faz o trabalho de campo e pode acessar todas as informações pelo smartphone, de qualquer lugar, com auditoria feita em tempo real.

O planograma define a quantidade de itens expostos e também como organizar as diferentes marcas, aromas entre outras variantes. Por isso, cada detalhe serve para facilitar a compra e aumentar o giro de itens da categoria.

Conheça os principais passos para uma boa execução de planograma:

1) É importante que toda a equipe que envolve a operação de um supermercado entenda realmente as razões que levaram à implementação do planograma, assim como os objetivos e resultados que os gestores esperam com esta ferramenta.

2) Cada setor da loja precisa estar alinhado aos processos e as responsabilidades que tem diante do planograma. Todos os departamentos terão uma parcela de contribuição a dar para a execução por meio de dados e informações variadas.

3) É importante que o planograma esteja disponível para ser acessado por todos os envolvidos na operação. Para isso, pode ser criado um documento contendo todos os detalhes do esquema, compartilhado com os setores para evitar improvisos.

4) O repositor é um profissional de suma importância e ele precisa entender por que o planograma foi montado. A contribuição dele para o aumento nas vendas dependerá do conhecimento do seu papel neste processo.

5) É necessário que o planograma seja implementado e acompanhado de perto, porém é preciso ouvir a equipe antes e após o projeto ser inserido no ponto de venda. Desta forma, será mais fácil entender as demandas a partir da experiência da equipe que está mais perto do consumidor no dia a dia e pode dar sugestões úteis sobre a operação.

6) Após o planograma indicar os melhores posicionamentos para as gôndolas, a equipe deve retratar as prateleiras o desenho da exposição para saber exatamente o que será exposto e como.

7) Não esqueça de atualizar o planograma sempre que um novo item for inserido no mix de produtos da loja. Assim, é possível manter a ordem dos itens expostos nas prateleiras e também nas vendas.

teste