Dicas para a transformação digital dos supermercados

Veja quais são as principais medidas adotadas para passar pelo processo de forma profissional

Até 2020, a expectativa do mercado é de que 86% dos compradores estarão dispostos a pagar mais para terem uma melhor experiência de compra. Este é um dado da CEI Survey

que mostra que a transformação digital já precisa ser estudada e aplicada o quanto antes nas empresas supermercadistas.

Isto significa que quanto mais cedo os profissionais entenderem tecnologias como Inteligência Artificial, por exemplo, mais cedo serão aplicadas para auxiliar as tarefas dos colaboradores e gestores. O cenário atual mostra que teremos cada vez mais soluções tecnológicas para aumentar a produtividade dos funcionários, assim como ajudar os gestores a tomarem decisões mais assertivas.

Portanto, o primeiro passo dos gestores rumo à transformação digital das empresas supermercadistas é ter um bom domínio das ferramentas para compreender e interpretar cada detalhe sobre os dados obtidos pelas soluções. Segundo a CEI Survey, a vantagem competitiva será de quem souber orientar as ações e entender exatamente o que o cliente busca nas lojas.

Antes de promover a transformação digital, veja quais são as etapas mais importantes para o seu negócio.

Foco no cliente

A primeira dica é saber que o motivo dessas mudanças digitais é o cliente e, por isso, é importante considerar os benefícios que a mudança pode promover em seu produto. Ou seja, ao inserir mais valor ao produto o cliente perceberá a diferença. Isto mostra que a transformação digital da empresa não está apenas no discurso ou na implementação de um software de gestão automatizada. Com a transformação digital o cliente espera benefícios como entrega mais rápida, melhor preço, mais agilidade, entre outros.

Transição

A principal vantagem da transformação digital é a automatização dos processos que envolvem todos os setores de um supermercado. Isto inclui departamentos internos e externos, assim como o relacionamento com fornecedores e parceiros. Por isso, é necessário entender o que pode ser melhorado em cada setor antes de implementação da transformação digital.

O ideal é determinar quais mudanças seriam interessantes na rotina das lojas e aquelas que podem ser melhoradas pela tecnologia. Para isso é importante contar com a opinião dos colaboradores sobre as principais mudanças que podem ou devem ser feitas na operação da loja.

Cultura empresarial

Para evitar fracassos com a transformação digital é importante respeitar a cultura da empresa, já que envolve alteração de rotinas de trabalho, cargos, espaços e a mentalidade dos envolvidos. A dica é reservar um período para preparar a equipe. Desta forma, a empresa consegue esclarecer as dúvidas dos colaboradores sobre a nova fase.

Produtos

É importante entender que a transformação digital inclui produtos e serviços já que os consumidores estão cada vez mais inseridos no universo digital e consequentemente estão exigindo essa inovação no seu negócio, assim como no produto final. Desapegue das ideias, processos, produtos, projetos e tudo o que remete ao modelo antigo de negócio.

Terceirização

A transformação digital dos supermercados e indústrias do setor não é uma tarefa exclusiva do departamento de TI, por exemplo. Será preciso uma grande mobilização dos colaboradores e gestores e, por isso, o mais indicado é contratar uma empresa especializada para implementar as mudanças. Desta forma o processo torna-se mais assertivo, pois é conduzido por uma equipe capacitada para realizar as tarefas. Vale lembrar que a transformação digital faz do departamento de TI o centro de inovação da empresa, pois de lá sairão as soluções para os problemas.

teste